Um homem de cerca de 30 anos foi detido nesta sexta-feira (17) em Cannes após efetuar um par de disparos para cima ao lado do palco onde estava ocorrendo uma transmissão ao vivo do “Canal+“.

O detido, segundo explicou à “Agência Efe” uma fonte policial, portava uma pistola de festim e uma granada falsa, e já está na delegacia para ser interrogado.

O fato aconteceu no cenário que a emissora monta na Croisette durante o Festival de Cannes e que precisou ser evacuado para estabelecer um perímetro de segurança.

O canal interrompeu a transmissão durante dez minutos após o ataque e transmitiu um programa pré-gravado durante o período. Ao retornar, os apresentadores comentaram apenas que havia ocorrido um “incidente”.

Com este novo fato, o Festival de Cannes, que começou nesta quarta, vivencia uma de suas edições mais turbulentas, marcada também pelo roubo de joias no valor de mais de US$ 1 milhão.

As joias destinadas às estrelas que comparecem ao 66º Festival de Cannes foram roubadas na madrugada desta sexta-feira da joalheria suíça Chopard, que também fabrica a Palma de Ouro.

O roubo aconteceu no hotel Novotel, a 15 minutos do Palácio do Festival, no quarto de um funcionário da joalheria Chopard, informou a polícia.

Sem mais artigos