O homem que atirou em três pessoas nesta quinta-feira em São Paulo, se rendeu após quase nove horas de negociação, que mobilizou cerca de 30 homens da Polícia Militar.

Durante quase toda esta quinta-feira (18), os agentes mantiveram cerco a casa, localizada no bairro da Aclimação. O homem, identificado como Fernando Gouveia, de 32 anos, estava armado e sofre de esquizofrenia, segundo a polícia.
 

Fernando disparou contra um oficial de Justiça, um enfermeiro e uma psicóloga, que tinham ido ao local com intenção de cumprir uma ordem de internação.

Os feridos foram transferidos a um hospital próximo e se encontram estáveis, segundo a Secretaria Municipal de Saúde.

O tenente coronel da Polícia Militar Marcelo Pignatari afirmou que o homem estava apenas dentro da casa e não oferecia perigo para ninguém depois do ataque.

“Nossa preocupação, quando ele se entregou foi tranquilizá-lo e dizer que não precisava ficar nervoso. Então, ele aceitou ir para a casa ao lado, onde a equipe médica constatou que ele não estava ferido e pudemos algemá-lo”, afirmou o policial.

Sem mais artigos