Um juiz de Cleveland, em Ohio (EUA), autorizou nesta sexta-feira a pena de morte para Anthony Sowell, um assassino em série que matou 11 mulheres e escondeu os corpos em sua casa, informou o tribunal do condado de Cuyahoga.

Depois da sentença do juiz Dick Ambrose, haverá uma audiência na qual se imporá a condenação de maneira formal após os depoimentos dos familiares das vítimas.

Sowell, um afro-americano de 51 anos, atraía as vítimas com a promessa de fornecer álcool e drogas.

Em 2009, a Polícia de Cleveland encontrou os corpos decompostos das 11 mulheres na casa de Sowell, depois que uma menina denunciou que tinha sido estuprada no local.

No mês passado, um júri declarou Sowell culpado pela morte das 11 mulheres, e por sequestro, estupro e tentativa de assassinato de outras duas, que conseguiram sobreviver e cujos depoimentos foram determinantes para a sentença do juiz.

O assassino já esteve preso entre 1990 e 2005 pelo estupro de uma mulher em 1989.

Sem mais artigos