A internet do Egito voltou a funcionar nessa quarta (02), mas o Facebook e alguns sites locais continuam bloqueados. As manifestações tomam as ruas do Cairo, Alexandria e Suez pelo nono dia consecutivo, mas o presidente Mubarak insiste em se manter no cargo.

Na terça (01), a “Marcha do Milhão de Homens” reuniu mais de três milhões de manifestantes na praça Tahrir na cidade do Cairo. O presidente Mubarak, que é o principal alvo das manifestações, transmitiu um discurso ao vivo. Quando todos esperavam que ele finalmente desistisse do cargo, ele só anunciou possíveis eleições para setembro e disse que não vai concorrer à reeleição.

Manifestantes não ficaram satisfeitos, comparando Mubarak a Ben Ali, o presidente da Tunísia que relutou em deixar o cargo, mas acabou fugindo do país no começo de janeiro. Imagina-se que a próxima eleição egípcia tenha o mesmo resultado duvidoso das últimas e que o partido de Mubarak ainda consiga eleger seu filho, que é o atual chefe da polícia.

O Goggle se juntou com o Twitter e criou um sistema de publicação por voz para os egípcios que não dependia da conexão com a internet.

Link das fotos Via

Sem mais artigos