Ativistas de todas as partes do mundo estão se manifestando contra uma adolescente do Texas que declara abertamente sua felicidade em matar os grandes animais africanos em caças legais pelo continente.

Kendall Jones, 19 anos, afirma que suas fotos de hipopótamos, leões e elefantes mortos no Facebook são uma prova de suas habilidades de caça e dedicação para preservar a tradição do esporte.

Mas seus críticos estão estarrecidos pela morbidez das suas fotos e estão chamando Kendall de doente por ficar se gabando sobre suas vitímas.

Há até uma petição online para forçar Kendall a remover sua página na rede social por promover a crueldade contra os animais. Até o fechamento dessa matéria, a página já contava com mais de 195.000 assinaturas do mundo todo. A meta é 200.000 assinaturas.

“Controlar a população de leões é importante em grandes áreas cercadas”, escreve a garota em seu perfil. “Os recursos de uma caça como essa vão parcialmente para o governo em forma de autorização, mas também para o proprietário da área como um incentivo para aumentar a população de leões em sua propriedade”, completa.

A líder de torcida americana posta fotos com zebras mortas, abraçando um cadáver de leopardo e sorrindo atrás de um elefante morto.

Uma foto em particular, na qual ela está posando ao lado de uma espécie extremamente ameaçada de rinocerontes, está recebendo grande parte das críticas. Mas, segundo Kendall, o animal está vivo e foi apenas sedado para ser tratado por veterinários.

Apesar disso, Jones completou o famoso jogo dos “5 Grandes Africanos”, que consiste em matar as 5 espécies mais perigosas do continente: leopardo, leão, rinoceronte, elefante e búfalo. “O primeiro animal que eu matei foi um rinoceronte branco com uma .416 Remington!”, escreve a garota.

Você acha que ela realmente está preocupada com a preservação desses animais ou apenas quer promover a caça e, ao mesmo tempo, se promover?

Jovem americana promove a caça em seu perfil e gera polêmica

Sem mais artigos