Logo que foram lançadas as campanhas eleitorais as ruas de São Paulo foram tomadas por cavaletes com fotos e números dos mais variados políticos. No meio do caminho, tampando a visão de carros e onde mais você imaginar, lá estavam os tais cavaletes.

Segundo a Lei Eleitoral nº 12.034, os cavaletes são permitidos ao logo das vias públicas desde que sejam móveis e que não atrapalhem o trânsito de carros e pessoas. Também é proibido colocar os anúncios em jardins de áreas públicas – o que também acontece.

Em protesto a esses desrespeitos com a lei e com a própria população, grupos de jovens se organizaram e criaram formas de demonstrar sua indignação.

Sátira
Uma ação colocou cartazes imitando os conhecidos cavaletes de políticos, mas ao invés da foto do candidato o que aparece são as imagens de palhaços conhecidos, como Coringa, Krusty e Bozo. Veja o álbum e confira as placas.

Destruição
Outro grupo de jovens – auto-intitulado como Vandativistas – se organizou a fim de destruir os cavaletes que estavam em descumprimento com a lei. Entre pixações e placas incendiadas, os caras filmaram os atos de protesto e colocaram no YouTube.

Sem mais artigos