Ele bem que tentou, mas o Sr. Burro não vai concorrer nas próximas eleições. Ele foi rejeitado pela Justiça Eleitoral da cidade equatoriana de Guayaquil. 

As esperanças de ter o Sr. Burro como candidato acabaram na última quinta-feira, dia 15 de novembro, quando um grupo de pessoas se dirigiu com o animal até o Conselho Nacional Eleitoral, na esperança de registrá-lo para correr a um assento na Assembleia Nacional.

Eles acabaram tendo a permissão de entrada no local negada e não puderam registrar a candidatura do animal. 

Daniel Molina, líder do grupo de apoio do Sr. Burro, disse que o objetivo de seu grupo era sensibilizar os eleitores sobre a seriedade das eleições para a Assembleia Nacional e da importância de escolher candidatos efetivos.

Embora o nome do animal não possa entrar nas urnas no dia 17 de fevereiro de 2012, seus eleitores continuarão a apoiá-lo até que o último voto seja contabilizado. 

Pelo menos 40 pessoas desfilaram o burro, que usava uma elegante gravata, pelas ruas da cidade até o Conselho Eleitoral. 

Sem mais artigos