A diretora de uma empresa voltou de sua viagem de fim de semana no Cabo Verde com um “presentinho” inusitado na bagagem: um lagarto! O réptil viajou cerca de 3 mil milhas dentro da mala de Sue Banwell-Moore, passando por aeroportos, porões de aviões entre outras provações.

Ao chegar em casa – em Sumerset, no Reino Unido – e desfazer as malas, Sue percebeu o intruso e levou um susto. Mas logo se afeiçoou ao lagarto. 

Não “satisfeito” em sobreviver à viagem, o lagarto ainda deu mais um susto na mulher: se enfiou no meio das roupas sujas e foi lavado e centrifugado à máquina! Mais uma vez o réptil só foi encontrado no fim da jornada.

 

Segundo Sue, ao tirar as roupas da máquina ela viu o lagarto estirado no chão e deu um grito. “Toquei nele e ele não se mexia, pensei que estava morto”, disse ao The Telegraph. No entanto, o lagarto (que mais parece um gato com sete vidas) sobreviveu ao sabão em pó e a velocidade da centrífuga e voltou a se mexer. 

Depois de tantas aventuras, o réptil conquistou de vez o coração da família e foi até batizado. Agora atendendo como Larry, o animalzinho foi enviado ao Tropiquaria Wildlife Park em Watcher, também na Inglaterra, para ficar num ambiente mais parecido com seu habitat natural. A intenção é que ele fique por lá até o fim de sua vida, se não fugir dentro de alguma outra mala sem querer…

Sem mais artigos