Um aposentado alemão enviou para análise uma lata de banha envasilhada nos Estados Unidos e distribuída na Alemanha em uma carga de ajuda após a Segunda Guerra Mundial e, segundo os resultados divulgados nesta quarta-feira (01), o produto ainda está apto para consumo.

Alertado pelo debate em torno da eliminação de alimentos com data de validade vencida, o farmacêutico Hans Feldmeier, de 87 anos, decidiu entregar a banha – envasilhada em 1948 – às autoridades sanitárias do estado de Mecklemburgo-Pomerânia Ocidental, no leste do país.

 

“Em termos gerais, o estado do produto após 64 anos é satisfatório no que se refere a seu grau de frescor e composição material”, revelou Frerk Feldhusen, diretor do Escritório de Agricultura, Segurança Alimentar e Pesca regional.

Embora a análise da banha tenha detectado uma ligeira diminuição em seu aroma e sabor, a qualidade do produto não se afastou excessivamente das normas estabelecidas para seu consumo.

Para explicar o bom estado do produto depois de tanto tempo, os especialistas apontaram sua conservação em uma lata preservada da influência do ar e da luz, assim como a presença de conservantes como o ácido cítrico e uma resina com efeitos antioxidantes.

Por razões sentimentais, Feldmeier não tinha sido capaz em todos estes anos de desfazer-se da lata de banha da marca “Swifts Bland Lard“.

A lata vermelha e branca chegou a suas mãos em um dos pacotes de ajuda distribuídos na Alemanha Ocidental após a guerra – que incluíam também leite em pó, açúcar e queijo.

“Simplesmente não me podia separar desta lata tão bonita”, explicou Feldmeier, que a recebeu novamente após ser analisada, mas desta vez sem seu conteúdo.

Sem mais artigos