Psicóloga especializada em sexo e jornalista.

DOCE OU SALGADO?

Emilio: É salgado ou é doce?
Laura: Ai meu Deus! Pra cada pessoa tem um sabor…
Emilio: Não é assim! Eu acho que entre o salgado e o doce existe um abismo.
Laura: Umas nuances de sabor.
Emilio: Sim, pode ser agridoce.
Amanda: Ai que horror!
Laura: O esperma tem uma série de substâncias, ele vai ter gosto de esperma mesmo. Mas não pode ficar saboreando com o tanto de doenças que existem.
Emilio: Mas é tão gostoso!

DIVERSÃO

Emilio: Vou te contar. Sexo é a diversão mais barata que se existe.
Laura: Ás vezes não!
Emilio: Basta você ter uma companhia…
Carioca: Pra muita gente sai caro, Emilio. A hora ali é cara.
Emilio: To dizendo que basta ter uma companhia agradável …
Laura: Sim…
Emilio: companhia bacana que é a melhor diversão do mundo.
Laura: Exatamente.

TABU

Emilio: Deve ser muito difícil pra você responder essas perguntas.
Amanda: Nossa, são muito boas!
Emilio: São perguntas que tem muito tabu, não é?
Laura: Muito tabu. Sexo é um assunto de muito tabu na nossa cultura e não só no Brasil. Eu fui numa feira erótica em Berlim e lá também é difícil falar de sexo, até entre o casal.
Emilio: Mas você que é umas estudiosa, porque pra gente é tão difícil falar sobre sexo? Tá num lugar do cérebro muito pessoal?
Laura: Sim, a gente vem de uma repressão sexual muito grande na história da humanidade. Na época da idade média, era apenas permitido para reprodução. Na atualidade, tem pouco tempo que saímos desse período negro, em que tudo era errado e sujo.

Sem mais artigos