O Hospital Infantil Sabará está promovendo uma ação que realiza o sonho de várias crianças (e de alguns marmanjos também): conhecer seu super-herói favorito. Até o próximo domingo (12), dois super-heróis/ limpadores de janela vão descer pelo prédio para fazer a alegria da criançada. Fomos conferir como é o trabalho dos dois e desvendamos suas identidades secretas.

Chegamos ao hospital e já nos deparamos com vários rostos cansados de crianças que acordaram doentes, todo cheias de manha no colo de seus pais na recepção. Algumas, mais animadas, estavam brincando com os brinquedos que o hospital oferece e pareciam nem se lembrar por que estavam lá.

Recebemos, então, o aviso de que os dois rapazes, aparentemente comuns, iriam começar a assumir suas identidades heroicas. No dia anterior, os pequenos pacientes tinham recebido a visita do Homem de Ferro e do The Flash. Hoje, Bruce Wayne e Clark Kent deram lugar a Enéias de Campos e Davi Oliveira, que foram os nossos Batman e Super Homem por um dia.

Fomos até o topo do prédio de 17 andares para conferir a transformação dos dois. Entre canos e cordas, encontramos os rapazes ainda sem as fantasias. A dupla já é experiente no ramo: desde o ano passado o Hospital Sabará realiza a descida dos heróis pelo exterior do prédio, sempre com Éneias e Davi. Entre brincadeiras com a roupa um do outro e as poses para foto, nossos heróis ficaram prontos para alegrar o dia das crianças internadas no hospital.

Confesso que passou pela minha cabeça que é preciso ter coragem de herói para se pendurar no alto de um prédio apenas preso por algumas cordas e uma cadeirinha bem simplezona. Os dois, já acostumados com a altura, ainda brincaram e fizeram pose para a foto no topo do prédio, a cerca de 54 metros do chão.

Enéias, de 38 anos, trabalha com limpeza de janelas há 15 anos. “Eu já tentei sair, mas sempre acabo voltando para a corda”, disse ele já pendurado em sua cadeira. “Hoje ainda é bem seguro. Antigamente era só uma tábua amarrada a uma corda”, afirma o nosso Batman.

Mas será que ele gosta de passar calor com aquela roupa toda, e ainda se arriscar do alto de um prédio de 17 andares? “Eu gosto, cara. Gosto bastante! Você vê a sensação das crianças dentro do quarto… não tem o que pague. Eu tenho uma criança de quatro anos, né? Lembro dele quando vejo as crianças pela janela. Inclusive, ele é fã de carteirinha do Batman!” disse o rapaz, que ainda pretende levar seu filho para vê-lo.

Davi é um super-herói mais novo: aos 26 anos ele já combate o crime e as manchas na janela do hospital ao mesmo tempo. Desde os 18 anos ele está no ramo da limpeza de prédios, mas apenas ano passado ele começou a se transformar em heróis diferentes. Ele já foi o Lanterna Verde, Capitão América, Homem Aranha, Homem de Ferro… haja poderes, amigo! Apesar de confessar sua preferência pelo Capitão América, ele hoje era o Super Homem.

Apesar de seus vários poderes, esse herói balançou ao falar das crianças que ajuda. “A sensação é legal pra caramba, porque você arranca o sorriso da criança, ainda mais na situação que elas estão… não tem valor que pague. Elas gostam. Esses dias até me deram uma bala, pela janela!”, contou Davi que é pai de uma criança de cinco anos. Para ele, um dos momentos mais marcantes foi quando percebeu a alegria de uma criança ao vê-lo passar, apesar de ela não poder ir até ele por estar respirando com ajuda de aparelhos.

Com tudo pronto, Batman e Super Homem desceram lado a lado em suas cadeirinhas, fazendo a alegria dos pequenos.

Passamos em todos os quartos que eles foram vistos e, entre olhares curiosos e tímidos, só houve uma reclamação, que foi feita em coro pelas meninas que estavam no hospital: a ausência das princesas! Acho que nem Enéias e nem Davi ficariam muito bem de Ariel, Cinderela ou Elsa, mas da próxima vez eles vão ter de atender esse pedido, poxa!

Sem mais artigos