A reserva de Sian Ka’an é um patrimônio da UNESCO, localizada na costa caribenha do México, que se parece demais com o paraíso. O problema é que, dada a sua posição geográfica, correntes marítimas advindas de 50 países carregam até lá a mais variada quantidade de lixo, poluindo a paisagem. Triste, né?

Para chamar a atenção para o problema, o artista Alejandro Duran passou a coletar todo o lixo e transformá-lo em instalações que “conversam” com a vegetação nativa, para o projeto Washed Up. Algumas delas são coletadas pela própria natureza, ficando a cargo de Duran fotografá-las. Outras, são criação do próprio. Dá uma olhada na galeria acima, uma arte triste e ao mesmo tempo bela.

Sem mais artigos