Acompanhe o caso do bebê que foi atropelado na China

Yue Yue sob cuidados no hospital

O caso da menina chinesa Yue Yue, que chocou o mundo ao ser atropelada duas vezes e ignorada por cerca de 15 pessoas que passaram por ela e nada fizeram, ganha um novo capítulo. A pequenina teve morte cerebral anunciada pelos médicos, mas ainda está no hospital ligada à máquinas de respiração artificial

Os pais do bebê de dois anos, cujo nome é traduzido como “Pequena Alegria”, ainda não conseguiram decidir se desligam ou não os aparelhos. O casal de trabalhadores migrantes tem contado com a solidariedade de pessoas que ficaram chocadas e indignadas com o ocorrido.

LEIA MAIS: Veja o vídeo do acidente

Segundo informações do jornal inglês Daily Mail, um site foi criado especialmente para dar informações sobre o estado de saúde de Yue Yue. A última postagem no site dava informações sobre sinais de melhora e alguma recuperação da menina, com redução da medicação e estabilização dos batimentos cardíacos no início da semana. No entanto, o porta-voz do hospital onde ela está internada na China disse nesta quarta-feira (19) que não poderia liberar nenhum tipo de informação sobre a paciente. 

O acidente chocante foi flagrado por câmeras de segurança e surpreendeu milhões de pessoas na China e no mundo. Alguns habitantes do país, inclusive, aproveitaram a deixa para protestar contra o regime ditatorial da nova maior potência do planeta, dizendo que os 30 anos de desenvolvimento rápido gerou uma sociedade podre e imoral

O caso está rapidamente se tornando uma questão política, justamente no momento em que o Presidente Hu Jintao está no seu último ano de mandato e seu lema político é “construir uma sociedade mais harmoniosa”. 

Nas impressionantes cenas que mostram o acidente, passam-se mais de 10 minutos (e várias pessoas) até que o limpador de ruas Chen Xianmei veja Yue Yue e a socorra. As pessoas que não viram a menina estirada no chão alegam que a rua onde o acidente acontece era escura, o que dificultava a visão e socorro.

os dois motoristas que a atropelaram foram presos, um deles alega que tinha acabado de terminar um namoro e estava falando no celular, por isso não viu a criança. “Quando percebi que a atropeloi, eu pensei em decer para ver como ela estava. Então, quando vi que já estava sangrando, decidi apenas acelerar e escapar, já que não havia ninguém ao meu redor”, disse um dos condutores. Pouco antes de ser preso, um deles chegou a oferecer dinheiro ao pai da menina. 

Outra informação que o jornal inglês traz é que, muitas pessoas na China hesitam em ajudar quem pareça estar em perigo por medo de serem responsabilizadas. 

Acompanhe o caso na galeria de imagens do alto da página.

Menina chinesa atropelada e ignorada por pedestres é mantida viva no hospital

Sem mais artigos