A cabeça de um menino de quatro anos que foi dado como desaparecido na sexta-feira (02), foi encontrada neste sábado no oeste do Nepal depois que um leopardo devorou a criança, informou a polícia, que acredita que essa é a décima quinta presa humana do felino.

Segundo contou por telefone à “Agência EFE” o chefe policial do distrito de Baitadi, Kamal Prasad Kharel, a cabeça foi localizada aproximadamente a um quilômetro de distância da casa de onde na sexta-feira o menino desapareceu, próximo a uma área florestada.

O oficial de polícia afirmou que é a décima quinta morte desse tipo que registrada no distrito no mesmo número de meses, e disse que suspeitam de que “todas as vítimas tenham sido devoradas por um mesmo leopardo, porque esses animais sempre caçam sozinhos”.

Kharel explicou que as vítimas foram dez crianças e cinco mulheres, a mais velha com 29 anos.
O governo do distrito, onde o medo se espalhou entre a população, enviou especialistas para tentar localizar o leopardo e ofereceu uma recompensa de 25 mil rúpias (cerca de US$ 300) pela captura do animal.

Segundo os especialistas, os ataques de felinos a seres humanos aumentaram no subcontinente indiano porque a urbanização e a industrialização afastam cada vez mais esses predadores das florestas, que são seu habitat natural. 

Sem mais artigos