O menino indiano Deepak Kumar Paswaan, ficou conhecido mundialmente como “octo-boy“, algo como menino-polvo, por ter sete membros. Ele nasceu com um irmão “parasita” em sua barriga, fazendo com que vizinhos o enxergassem como uma reencarnação de um deus ou um demônio.

É como se Deepak tivesse um irmão siamês, mas que parou de se desenvolver ainda na barriga da mãe. Isso não trouxe problemas de saúde para ele, mas trouxe muitos problemas sociais. Duas pernas, um braço e parte do torso de seu “irmão”, ficavam pendurados em sua barriga.

Por mais que algumas pessoas relacionassem Deepak com uma divindade – na cultura hindu há alguns deuses com vários braços – ele sofria com o preconceito. Muitos moradores da vila o chamavam de monstro e aberração, impedindo que o garoto levasse uma vida normal.

Ganhando menos de US$2 por dia, a família de Paswaan não tinha condições de bancar a delicada e extrema operação, muito menos os cuidados posteriores. Depois de fazerem o apelo por ajuda, uma emissora de televisão resolveu ajudar, em troca de um bocadinho de audiência, é claro.

Médicos de Bangalore, India, o operaram em junho, e desde então Deepak vive como uma criança normal.

Sem mais artigos