Os mergulhadores já resgataram 55 corpos do barco “Bulgária” que no domingo afundou com mais de 200 passageiros a bordo quando efetuava uma travessia turística pelo rio Volga na república russa de Tartária, informaram nesta segunda-feira as autoridades russas.

“Foram recuperados da água 55 corpos (37 mulheres, 13 homens e 5 crianças). Agora, está sendo iniciada sua identificação”, relata o comunicado do Ministério de Situações de Emergência.

Segundo o ministro, Sergei Shoigu, citado pelas agências russas, os mergulhadores ainda precisam inspecionar mais de 50% da cobertura principal da embarcação.

Segundo os serviços de emergência locais, 106 especialistas vasculham os compartimentos do barco à procura de mais corpos, muitos dos quais se encontram no bar e no restaurante da embarcação, segundo as agências russas.

Os mergulhadores esperam chegar antes do final do dia à sala onde estavam reunidas pelo menos 30 de crianças pouco antes do “Bulgária” afundar.

No navio viajavam 208 pessoas (148 turistas, 35 tripulantes e 25 passageiros não registrados), segundo os dados das autoridades federais. O naufrágio, cujas causas são desconhecidas, aconteceu às 13h58 do horário local do domingo, junto à localidade de Siukeyev, quando o barco realizava uma travessia entre Bolgar e Kazan, na república russa de Tartária.

 

Sem mais artigos