Colocar a linha em um buraco de agulha pode ser uma tarefa um pouco complicada (se você não enxergar bem ou não tiver muita paciência). Imagine fazer esculturas que cabem dentro deste espaço mínimo. O miniaturista russo, Nikolai Aldunin, de 56 anos, faz isso e muito mais, com ajuda de um microscópio poderoso e bastante pulso firme. 

Além do ampliador, Nikolai ainda precisa manejar ferramentas, super cola, seringas e palitos. Impossível visualizar a cena, não é mesmo? Mas, segundo o “Daily Mail”, ele trabalha entre as batidas de seu coração para manter as mãos perfeitamente firmes enquanto molda seus mini objetos. 

“Você precisa estar preparado e sem preocupações. Tudo o que sente em sua alma é transmitida por suas mãos em um trabalho como esse”, disse o artista. 

Perguntado se já teve algum problema em fazer peças tão pequenas, ele respondeu que já sentou em cima da miniatura de um fuzil, no qual ele passou semanas trabalhando. “Eu sentei em cima, fumei um cigarro, me acalmei e comecei tudo outra vez”, brincou.

Veja algumas das micro peças do artista na galeria de imagens acima. 

Sem mais artigos