Um verdadeiro mistério intrigava uma vovó de 77 anos de idade que mora em Grove Park, sudeste de Londres, na Inglaterra. Sua dentadura sumiu, da noite para o dia, como que por encanto. Procurou na casa toda e nada. Margaret Lowe tinha colocado a prótese em um copo de água antes de ir para a cama. Tudo só foi esclarecido na manhã seguinte, quando seu filho veio visitá-la.

Ele ouviu um barulho estranho que vinha de trás da geladeira. Quando Stephen Lowe tirou o eletrodoméstico do lugar, encontrou a dentadura escondida, junto com uma faca, sacos de chá e biscoitos para cães – tudo isso cercado por dezenas de fezes de rato. Ao mexer no esconderijo, o roedor correu pelo chão da cozinha. O cão de estimação Denis, rapidamente, capturou o gatuno. Mesmo assim, Margaret encomendou uma nova prótese, já que a anterior estava muito contaminada.

A descoberta do roedor ladrão de dentaduras surge poucos dias depois de ratos do tamanho de gatos começarem a ser retratados em todo o Reino Unido. Ratos gigantes foram vistos em Birmingham, County Durham, Bradford, LiverpoolOxford, Berkshire e Hampshire. Um homem na Cornuália fotografou um rato que media cerca de 1,80m – maior do que a altura média dos homens britânicos, que é de 1,77m.

Sem mais artigos