Uma misteriosa estrutura apareceu na Amazônia peruana: uma torre cercada por uma cerca branca. Os cientistas não sabem explicar o que é.

A primeira foi flagrada poucos meses atrás por Troy Alexander, um estudante da pós-graduação na Georgia Tech. Logo depois, encontrou mais três em troncos das árvores da região próxima ao Centro de Pesquisa de Tambopata, no sudeste do Peru.

Ele disse ao Wired.com que as cercas mediam cerca de dois centímetros de diâmetro. Desde então, ele postou fotos em diversos sites para tentar conseguir qualquer informação ou explicação sobre as estruturas.

Até o momento, não recebeu nenhuma informação. Segundo o “Dailymail”, Phil Torres, um biólogo de Tambopata, postou um link com fotos semelhantes em uma rede social, igualmente perplexo quanto a sua origem.

O entomologista do Instituto de Pesquisa Tropical Smithsonian, William Eberdhard, disse que não tem ideia do que seriam essas estruturas, tampouco do que a criara.

“Eu vi as fotos, e não tenho ideia de qual animal poderia ser responsável pela criação de tal estrutura”, acrescentou ao “Dailymail”, Norm Platnick, curador emérito da seção de Aranhas do Museu Americano de História Natural.

Linda Rayor, da Universidade de Cornell, arriscou que a estrutura poderia ter sido construída por um inseto da família dos crisopídeos, mas assumiu ser apenas uma sugestão e não ter certeza.

Outros, segundo o “Dailymail”, sugeriram que poderia ser um casulo de algum inseto da família Urodidae, que é conhecida por ter casulos em forma de cestas, ou mesmo um casulo incompleto de alguma mariposa da família Bucculatricedae. Enquanto isso, segue o mistério.

Misteriosa estrutura é encontrada por pesquisador na Amazônia

Sem mais artigos