Nelson Mandela, o ex-presidente da África do Sul, morreu nesta quinta-feira (05), em Johannesburgo. Aos 95 anos, ele passou cerca de três meses internado em estado grave para tratar uma infecção pulmonar.

Mandela se tornou o primeiro presidente negro da África do Sul após vencer as primeiras eleições multirraciais do país, em 1994, ano em que chegou ao fim o regime segregacionista do apartheid, imposto pela minoria branca sul-africana.

Sua mensagem de reconciliação e convivência entre as diferentes raças, que possibilitou a transição rumo a uma África do Sul democrática, lhe valeu o Nobel da Paz em 1993, prêmio que recebeu junto ao então presidente, Frederik Willem de Klerk

Sem mais artigos