A Polícia chinesa deteve uma mulher por supostamente envenenar o iogurte que deu às crianças na saída de uma escola do centro do país, o que causou a hospitalização de 19 delas, segundo publicou a agência oficial “Xinhua” neste sábado (21).

A mulher de 34 anos, que sofre uma desordem mental, confessou à Polícia da cidade de Lity, na província de Hunan, ter colocado veneno de rato e inseticida no iogurte antes de entregá-lo às crianças.

Entre os 19 menores hospitalizados, pelo menos três estão em estado grave, mas os médicos afirmam que suas vidas estão fora de perigo.

A Polícia continua com a investigação do caso.

Sem mais artigos