Vanity Wonder, de 30 anos, é uma viciada em cirurgias plásticas do mercado negro. Ela injetou tudo que se possa imaginar para aumentar o bumbum. Desde 2006, quando começou com as injeções, a maluca já desembolsou cerca de R$ 30 mil!

 

Agora, a estadunidense está lançando um livro chamado “Shot Girls”, onde conta como funciona esse mundo dos procedimentos ilegais, baratos e perigosos. Segundo informações do “Daily Mail“, o principal motivo para Vanity escrever foi a vontade de contar sua história, mas também esclarecer muitos dos equívocos sobre este mundo secreto e discutir os motivos que levam as mulheres a se submeter a esse tipo de procedimento, que pode levar à infeções e até à morte. 

“Ao invés de pagar R$ 30 mil para um médico, alguém inventou uma maneira de as mulheres obterem um bumbum maior a um preço mais barato. Antigamente tudo era feito em segredo, mas hoje, até em um posto de gasolina é possível encontrar o que se precisa para os enxertos”, explicou ao jornal. 

Ela admite que suas primeiras aventuras nesse mundo poderiam ter sido muito perigosas à sua saúde, pois ela não tem ideia do que foi injetado em seu corpo. “Nas duas primeiras vezes, uma senhora realizou o procedimento e eu não tinha noção do que era. Depois, quando perguntei, ela disse que estava aplicando óleo de soja”, contou.

Segundo Vanity, as mulheres que se submetem a este tipo de experiência não estão tentando agradar ninguém, além de si próprias, mas alerta para os perigos da “aventura”. Ela admite que parou com as aplicações quando quase foi presa ao se tornar assistente de um dos médicos. Agora ela afirma estar satisfeita com seu corpo.

“Olho para o espelho e amo quem sou. Agradeço por não ter ido para a cadeia ou morrido por causa da idiotice que fiz. Estou aqui hoje para dizer às pessoas que não sigam este caminho, porque alguém vai morrer por causa disso”, finaliza. 

Sem mais artigos