Homens e mulheres de todas as idades se reuniram – nus – em duas praias da Nova Zelândia em uma tentativa de quebrar o recorde mundial de mergulho simultâneo.Mas apesar de seu entusiasmo e bravura, o desempenho dos peladões ficou aquém do recorde anterior de 413 pessoas, em Llangennith no País de Gales. 

Segundo o site do “The Sun”, os nadadores se reuniram no fim de semana em duas praias nudistas: 299 em Papamoa Beach e outros 226 em Sumner Christchurch foram considerados eventos separados. Porém, para o registro de contar, Guinness World Records exigiu que todos os nadadores estivessem na água ao mesmo tempo para uma foto de grupo.

Homem nu é preso depois de escalar estátua em Londres

O concurso segue uma decisão judicial recente proposta pela Nova Zelândia, em relação ao direito de ficar nu em público por motivos inocentes. Jogger Andre Pointon – que estava entre os que tentaram quebrar o recorde e já foi condenado por correr nu ao longo de uma floresta – espera que a Lei ajude a mudar atitudes das pessoas em relação ao naturismo. “Esperamos que isso abra um precedente para as pessoas adeptas ao naturismo exerçam seus direitos de ficarem peladas”, afirmou.

Sem mais artigos