Como você se sentiria se a sua filha estivesse para se casar com um dos mais infames assassinos da história, Charles Manson, líder do grupo que matou a atriz Sharon Tate e outras cinco pessoas em 1969? Phil Burton, pai da noiva de 26 anos do criminoso, Afton Burton, diz sentir “um grande buraco no coração” pelo fato de a filha estar longe dele (ela se mudou do estado do Mississipi para a Califórnia, para ficar perto da prisão onde Manson está), mas garante que sempre a amará.

“Nós não renegamos nossa filha e nunca a renegaremos, não importa o que ela faça em sua vida. Eu amo meus filhos mais do que a minha vida em si. Eu amo minha filha, minha mulher ama minha filha, e eu sei que ela ainda nos ama”, disse Phil, 45 anos, em entrevista ao site Daily Mail, a primeira que ele concedeu sobre o assunto. Ele, no entanto, diz que nunca iria ao casamento da filha com o criminoso de 79 anos, que cumpre pena de prisão perpétua.

Afton, conhecida atualmente pelo nome “Star,” está longe do pai há sete anos, desde que decidiu se mudar para a Califórnia, com o objetivo de ficar perto de Manson. “Sete anos é um tempo longo para se lidar com qualquer coisa”, disse Phil, que trabalha cortando árvores para uma companhia de energia elétrica.

Phil conta que sua filha é “extremamente inteligente, sensível e criativa” e começou a se interessar por Manson quando uma amiga dela fez um trabalho de colégio sobre o assassino. “Essa amiga dela pegou várias obras de literatura pró-Manson. Ela era só uma garota. Ela não se aprofundou nem pesquisou. Ela só queria fazer o trabalho escolar. E eu acho que [o interesse de Afton por Manson] veio por causa do ATWA”. O ATWA é a filosofia de Manson que se baseia na ideia de proteger as “forças naturais que equilibram a Terra”.

“Isso é do que Afton gosta. Ela gosta da natureza e de se sentir parte dela. Por isso, esse aspecto em particular a atraiu, e ela começou a fazer pesquisas sobre ele. Isso foi como tudo começou, basicamente”, disse Phil, ao site.

Quando Afton começou a se corresponder com Manson, aos 17 anos, seus pais não faziam ideia disso, uma vez que as cartas chegavam ao endereço de uma amiga. No dia em que sua mãe encontrou uma correspondência de Manson, quando Afton levou a carta para lê-la em casa, foi um grande baque para a família. “No entanto, ela era adulta. Enquanto ela vivia sob o meu teto, ela obedecia as minhas regras, mas ela foi clara desde o começo sobre o que ela queria fazer”.

“Quando ela foi embora, ela não foi fugida ou coisa do tipo. Todo mundo sabia que ela estava indo embora. O avô dela a levou para a estação de Alton, onde ela pegou o trem. Somos uma família que dá apoio”, disse Phil, que entregou um celular à filha e a fez prometer manter contato. “Ela se manteve totalmente sozinha desde esse dia. Nunca pediu um centavo”.

Phil, no entanto, garante que leva o relacionamento a sério hoje, não o vê como uma “paixão adolescente”. “Eu levo a sério porque a minha filha leva a sério. Os fatos são os fatos. Ela quer estar lá. Ela quer visitá-lo e passar o maior tempo possível com ele”.

Sem mais artigos