Em Multan, no Paquistão, uma menina de dois dias de idade, foi morta pelo próprio pai, que enterrou a criança viva. O pai jogou cerca de sete quilos de lama para asfixiar a criança.

 

 

De acordo com o jornal Ásia News, o pai teria matado a própria filha por não gostar do rosto da criança. Ele odiava a filha por ela ter uma cabeça grande demais. No entanto, de acordo com os médicos, a menina estava perfeitamente saudável.

O pai teve a coragem de justificar seu crime horrível, dizendo: “Foi minha vontade, porque ela era a minha filha, e cada pessoa tem o direito de fazer qualquer coisa com os seus filhos.”.

Pai enterra recém-nascida viva por "cabeça grande"

Sem mais artigos
Sair da versão mobile