Parangolé

Parangolé

REBOLATION
Emílio: Você é o famoso Leo do Rebolation?
Leo: É o que dizem por aí.
Emílio: A Bahia sempre inventa coisas bacanas.
Leo: Coisas novas e populares.
Emílio: Que “pegam” no Brasil inteiro. Qual é o segredo da renovação da música baiana? Aqui em São Paulo, o Capital Inicial, o Skank, por exemplo, os caras tentam renovar e é sempre a mesma coisa.
Leo: Acho que o baiano não tem segredo nenhum. É só pela naturalidade do povo. Tanto a nossa banda, quanto as outras da Bahia estão sempre procurando se renovar. Queremos sempre algo para diferenciar nosso “pagode”, que é chamado por vocês de “axé”. Nós queremos o swing de todo mundo, de várias tribos.
Emílio: Vocês sentam juntos para pensar em algo diferente?
Leo: Claro! Estamos sempre antenados nos outros ritmos para buscar influências. O Rebolation mesmo é uma mistura de rave com o nosso pagode. Juntamos o eletrônico das boates para agradar a galera que gosta.

PARANGOLÉ
Emílio: O Parangolé existe há quanto tempo?
Leo: Existe há 13 anos. Eu estou no grupo há 3 anos.
Emílio: Quantos anos você tem?
Leo: tenho 21 anos. Três de Parangolé.
Amanda: Com este tamanho?
Leo: E eu nunca tinha pensado em fazer música. Uma das primeiras que fiz foi o Rebolation. Aí veio a inspiração para fazer outras canções.
Emílio: Qualquer um é capaz de dançar o Rebolation?
Leo: Qualquer um porque a coreografia é muito fácil. O swing é gostoso.
Emílio: A mulher encoxa o homem?
Leo: As mulheres ficam na frente.
Silveirinha: A dança do maxixe.

BAHIA
Emílio: As meninas preferem encoxar ou serem encoxadas?
Pior: Ser encoxada no ônibus?
Leo: Respondam, meninas.
Parangoletes: Os dois são bons: dar e receber.
Pior: Eu gosto de baiana porque falam tudo sem pudores.
Emílio: Uma vez, Mick Jagger, que é um cara que já conheceu mulheres do mundo todo, me disse: “Emílio, eu sou um cara rodado. Então, posso dizer que a melhor mulher do mundo é a porto-riquenha. A segunda melhor do mundo, é a baiana.
Pior: Onde ele pegou uma baiana?
Silveirinha: Em uma barraca de acarajé.
Leo: Uma baiana é perigosa.

Parangolé

Sem mais artigos