Uma equipe de astrônomos europeus descobriu um planeta com uma massa pouco maior que a da Terra orbitando uma estrela no sistema Alfa Centauri, o mais próximo ao nosso, informou nesta quarta-feira (17) o Observatório Europeu do Sul (ESO, na sigla em inglês).
 

Trata-se ainda do exoplaneta mais leve descoberto até o momento ao redor de uma estrela similar ao Sol e foi detectado pelo instrumento Harps, instalado no telescópio de 3,6 metros situado no Observatório La Silla, no norte do Chile.

As observações de mais de quatro anos “revelaram um sinal minúsculo, mas real, de um planeta que orbita Alfa Centauri B a cada 3,2 dias”, precisou Xavier Dumusque, do Observatório de Genebra, do Centro de Astrofísica da Universidade do Porto e autor principal do estudo.

“Este resultado representa um enorme passo rumo à detecção de um gêmeo da Terra na vizinhança imediata do Sol. Vivemos tempos emocionantes”, ressaltou o cientista.

De acordo com Stéphane Udry, do Observatório de Genebra, este é o primeiro planeta com uma massa similar à da Terra descoberto ao redor de uma estrela parecida com o Sol.

“Orbita muito perto de sua estrela e deve fazer calor demais para abrigar vida como a conhecemos, mas é possível que faça parte de um sistema no qual haja mais planetas”, explicou.

Os astrônomos detectaram o planeta ao captar pequenos desvios na movimentação da estrela Alfa Centauri B, gerados pela atração gravitacional do planeta que a orbita.

Alfa Centauri é uma das estrelas mais brilhantes dos céus austrais e o sistema estelar mais próximo do nosso Sistema Solar, a apenas 4,3 anos-luz de distância.

É um sistema estelar triplo, com duas estrelas similares ao Sol – Alfa Centauri A e B -, orbitando próximas uma da outra, e uma estrela vermelha mais distante, conhecida como Próxima Centauri. 

Sem mais artigos