As polícias de Paraguai e Brasil destruíram 94 hectares e 53.830 quilos de maconha em uma operação conjunta realizada na fronteira comum, informou nesta sexta-feira uma fonte oficial paraguaia.

A Secretaria Nacional Antidrogas (Senad) anunciou em uma nota de imprensa que a operação aconteceu durante “dez dias contínuos” em regiões florestais de Ypehú, no departamento de Canindeyú, nordeste do país, na fronteira com o Brasil.

“As incursões foram efetuadas nas localidades de Ñandú Rokái, Itanará, Ygatimi, Cerro Torín, Britez Cué e Cerro Guy”, informou o relatório.

O texto acrescenta que o carregamento de 53.830 quilos corresponde à maconha pronta para ser prensada e afirma que também foram destruídos vários centros de abastecimento da erva.

Calcula-se que a operação tenha causado um prejuízo às organizações criminosas de cerca de US$ 4,2 milhões.

“A Senad executa estas tarefas com o apoio logístico da Polícia Federal do Brasil no marco do compromisso mútuo de ambos os países. O Paraguai produz 80% da maconha que vai para o mercado brasileiro”, conclui o relatório.

Policiais do Paraguai e Brasil destroem 53 mil quilos de maconha na fronteira

Sem mais artigos
Sair da versão mobile