É sempre assim. Aquele cara mulherengo, cafajeste, que engana todas as mulheres, é muito mais procurado do que o bonzinho, fiel, certinho… Pode reparar, até na novela, quem tem mais mulher se jogando em cima, o Olavo ou Daniel?

O malvado da trama é noivo de Alice, amante de Bebel, pegou a Betina no dia de seu casamento, além de ter feito uma chantagem sexual com a falecida Thaís! E depois disso tudo, Alice, que pegou o gato no flagra algemado à cama enquanto Betina estava no banheiro do quarto, continua caidinha por ele. Mas por que será que o tipo bonzinho não atrai? Será que é verdade que mulher gosta mesmo de sofrer?

Manuela Ferreira, 20, acha que a atração está na dificuldade de conquistar o coração do canalha: “tudo que é mais difícil é mais legal. Já imaginou você namorando com aquele cara que ninguém nunca conseguiu? O homem muito apaixonadinho, bonzinho, enjoa rápido. A mulherada cansa, não acha graça. Fora que os cafajestes costumam ser bem mais charmosos…”

Porém, segundo a opinião de Madalena Ramos, psicóloga e coordenadora do Núcleo de Casal e Família da PUC-SP “tem gente que tem a auto-estima muito baixa e pensa que não merece os certinhos. Esse traço faz com que achem que não podem ter um relacionamento mais inteiro, seguro, tranqüilo, que só podem se ligar à pessoas com este perfil do cafajeste”.

Carente de auto-estima ou sedenta por emoção, é fato que as mulheres costumam se derreter pelo canalha à primeira vista, mas muitas perdem essa fixação depois de quebrar a cara. “Já me dei muito mal tentando conquistar um mulherengo. Pode ser divertido no começo, mas quando você se magoa de verdade a coisa muda. Agora conheci um cara que me respeita e estou muito feliz e segura. Acho que eu precisava dessas experiências para crescer e entender a graça de uma relação madura e estável”, diz Amanda Andrade, 21.

A verdade é que se relacionar com um cafajeste é entrar em uma relação arriscada de eterna conquista. Antes de se entregar, é imporante pesar se está a fim de encarar esse desafio ou se isso vai acabar te fazendo mal.

Sem mais artigos