O Bradley Timepiece é um relógio de pulso feito para pessoas com deficiência visual que associa funcionalidade a um design sofisticado. A peça leva esse nome por causa do nadador medalhista paraolímpico Bradley Snyder, que ficou cego quando servia no Afeganistão. Indicado para participar da competição deste ano do Museu de Design de Londres, é um relógio tátil desenhado e produzido pela norte-americana Eone.

Dá para saber as horas ao sentir a posição de dois anéis com pequenas bolinhas: uma para horas e outra para minutos. Os indicadores têm relevo, o que permite que o usuário saiba exatamente onde as bolinhas estão. Feito em titânio, com fundo de aço inoxidável e movido a quartzo, vem com uma pulseira de malha de aço inoxidável ou de tecido, com várias opções de cores.

Infelizmente, o modelo ainda não tem previsão para chegar ao Brasil, mas, a partir de junho, estará disponível para pré-encomenda em países como Estados Unidos, Canadá e Reino Unido, além de Hong Kong. A Eone informa que cada relógio deve custar US$ 195 (sem impostos e taxas), ou cerca de 430 reais.

Sem mais artigos