RobotChallenge 2011: Robôs lutam sumô e disputam corrida

Vencedor da categoria Exibição Freestyle

Lutas de sumô, provas de velocidade e corridas de obstáculos são alguns dos desafios que 270 robôs de 16 países tiveram de enfrentar nos últimos três dias no RobotChallenge, uma espécie de ‘Olimpíadas’ de autômatos.

A competição, realizada durante o fim de semana em Viena, representa um dos principais eventos do mundo no que se refere a demonstrações da capacidade de robôs.

O objetivo do encontro, que termina nesta segunda-feira com uma série de seminários, é criar um ambiente para o aprendizado criativo sobre as novas tecnologias e a ciência em geral, por meio da experimentação prática.

A intenção é atrair o interesse do público em geral para setores científicos relacionados à robótica, como mecânica, eletrônica e inteligência artificial.

Para isso, os organizadores do desafio europeu criaram seis tipos de competição, que testam a velocidade, os reflexos e até a ‘inteligência’ das máquinas.

Os autômatos disputam lutas de sumô – nas quais só ‘sobrevive’ aquele que conseguir se manter no ringue -, procuram e seguram objetos de acordo com a cor, e fazem corridas com obstáculos em uma linha curva.

Também há uma prova de ‘estilo livre’, na qual as máquinas, construídas à mão, podem mostrar suas habilidades sem nenhum tipo de restrição.

Os criadores são em sua maioria estudantes de países europeus.

O RobotChallenge é realizado em Viena desde 2004, organizado pela sociedade austríaca de ciências da computação inovadoras (Innoc) em cooperação com o Ministério de Ciência da Áustria.

O grande vencedor da edição deste ano foi a Polônia, que acumulou seis medalhas de ouro, quatro de prata e quatro de bronze.

Robôs lutam sumô e disputam corridas no RobotChallenge

Sem mais artigos