Depois de abordar a relação com a maconha no seriado Weeds, a Lionsgate Television, do Canadá, está produzindo mais um seriado que pode causar polêmica: Bedroom Community (“Quarto comunitário”, em tradução livre), que chegará à TV a cabo dos Estados Unidos e Canadá no ano que vem.

O seriado prevê quebrar mais um tabu na sociedade, pois contará a vida dos swingers, a famosa “troca de casal”. Os adeptos do swing costumam marcar encontros com outros casais e ter relações sexuais com os parceiros dos outros. Se você preferir, pode chamar isso de “suruba organizada”. Ou seja, dentro do quarto eles compartilham muito mais que uma cama…

“O mundo dos swingers é mitificado na cultura pop americana, mas muito poucas pessoas fora desse meio costumam saber o que rola”, disse o produtor de Bedroom Comnunity, Eli Frankel, ao site Deadline. Depois de um extenso processo de seleção de elenco, os produtores da série conseguiram encontrar as pessoas certas. “Demorou um tempo para conseguir convencer as pessoas de que o seriado não seria de exploração e sexo, mas sim sobre o relacionamento vivido pelas pessoas do mundo do swing”, afirmou Frankel.

O foco de Bedroom Community, segundo os produtores, é a rotina desses casais e o tipo de vida que levam. Claro que quando falamos de swing, falamos de sexo, e isso não deve ficar de fora do seriado, já que os adeptos vivem seus relacionamentos ao extremo.

O tipo de vida dos swingers foi formalmente apresentado à sociedade norte-americana na década de 1970, com a série Swingtown (“Cidade do Swing”), da rede de televisão CBS.

E você, gostaria de ver um seriado brasileiro sobre o assunto?!
 

Sem mais artigos