Terapeuta enterra vivos em caixões por cura psicológica

Andrey Zhelvetro é o psicólogo que enterra seus pacientes durante a terapia para que eles “se sintam vivos”. Ele coloca seus pacientes em caixões antes de enterrá-los como parte do tratamento psicológico.

Seus métodos incomuns tornaram-se conhecidos depois que um aldeão encontrou 12 caixões vazios abandonados na floresta perto da capital, Kiev, no norte da Ucrânia.

O aldeão teria encontrado uma dúzia de sepulturas recentemente cavadas no local e chamou a polícia.

A polícia começou a investigar o incidente e suas investigações levaram-nos a Zhelvetro, que supostamente admitiu que os caixões eram usados ​​por ele em seu tratamento psicológico.

Segundo o profissional médico, ele levou 12 de seus pacientes para a floresta e os enterrou vivos por duas horas.

Um vídeo filmado por Zhelvetro mostra um de seus pacientes submetidos à terapia. Um jovem vestido com uma camisa branca é visto deitado no caixão antes de ser enterrado.

Um tubo pode ser visto saindo do caixão para que o paciente possa respirar durante as duas horas da terapia.

Zhelvetro disse: “Eu criei este tratamento há alguns anos atrás. Fui a primeira pessoa que passou por ele. Esse treinamento ajuda você a se sentir vivo”.

Um dos pacientes que teria sido enterrado vivo disse: “Quando saí do caixão, senti como se tivesse me tornado uma nova pessoa. Isso foi estranho”.

As investigações policiais descobriram que nenhum crime foi cometido.

Veja fotos do tratamento:

 

Sem mais artigos