A polícia foi chamada para um torneio de xadrez profissional no Metropole Hotel, em Cork, na Irlanda, após um dos jogadores acusar seu oponente de trapacear usando um computador no banheiro.

O romeno Gabriel Mirza, de 47 anos, diz que estava prestes a vencer a Copa Cork Congress Chess Open quando percebeu estranhos acontecimentos de parte de seu oponente de 16 anos de idade.

“Depois de cada movimento, ele ia ao banheiro. Isso aconteceu pelo menos 20 vezes”, assinala Gabriel ao site “Orange”. Aí, o veterano diz que foi até o banheiro e encontrou o garoto com um tablet, verificando os movimentos com um aplicativo de xadrez.

“Forcei a porta do cubículo e puxei esse cara para fora do reservado”, conta o experiente enxadrista.

Mas quem acabou sendo expulso do torneio e interrogado pela polícia foi o tiozinho. Funcionários expulsaram Gabriel do torneio por sua reação exagerada. Após depor, foi liberado sem acusações. 

Torneio de xadrez na Irlanda acaba na delegacia

Sem mais artigos