Se Deus é brasileiro, ainda há dúvidas, mas quando ele deixou o país livre de furacões, vulcões e terremotos não avisou que a natureza ainda teria forças para causar grandes estragos.

As chuvas que assolaram a região serrana do estado do Rio de Janeiro fizeram mais de 500 mortos e já é o maior desastre natural do país em número de mortos.

Já são seis cidades cariocas que contabilizaram mortos: Bom Jardim, Nova Friburgo, Teresópolis, Sumidouro, Petrópolis e São José do Vale do Rio Preto. Como diversas estradas foram levadas pela correnteza, o trabalho de resgate também está impedido, o que pode acarretar em mais mortes.

Os colegas do Uol e do G1 reuniram diversas contas-corrente que receberão ajuda direta paras as vítimas dos deslizamentos, bem como pontos de coleta de doações, tanto no estado do Rio quanto de outros locais do Brasil. Lista do UOL. Lista do G1.

Para ter uma ideia do estrago, vale navegar por essa galeria que compara as imagens que estão no Google Street View com a situação atual de Nova Friburgo.

Em 1967 a cidade litorânea do estado de São Paulo sofreu com a morte de 436 pessoas. Até hoje essa era a maior tragédia climática do país.

Sem mais artigos