É difícil acreditar, mas as duas crianças de 11 anos e o bebê de apenas 3 meses na foto acima são trigêmeas. A coincidência (ou milagre) aconteceu nos Estados Unidos com a família Sheperd que, há 11 anos, decidiu começar uma família. Por problemas como endometriose e ovário policístico, Lisa Sheperd não conseguiu engravidar pelos métodos convencionais – então ela e seu marido procuraram a clínica de fertilização Midland para ajudar a realizar o sonho de terem filhos.

Em 1998, quando iniciaram o processo de coleta de óvulos, a equipe médica separou 24 óvulos de Lisa e 14 deles foram fertilizados com sucesso com o esperma de Adam Sheperd – como em muitos processos semelhantes, apenas dois embriões foram implantados no útero da paciente, e os outros 12 permaneceram guardados em um freezer especial da clínica. “Nós sabíamos que havia a chance do tratamento não funcionar, então tentamos não nos empolgar”, comentou Adam ao Daily Mail. Duas semanas depois, o teste de gravidez apontou o final feliz e Bethany e Megan nasceram.

Quando as gêmeas completaram 9 anos, a Lisa e Adam decidiram aumentar a família e entraram em contato com a mesma clínica para tentar implantar um dos 12 óvulos fecundados que permaneceram congelados. “Parecia estranho pois usaríamos o mesmo embrião que deixamos guardado por todos esses anos e que foram concebidos ao mesmo tempo que as meninas. Não sabíamos se iria funcionar e concordamos que faríamos uma única tentativa com um único embrião e, se fosse para ser, então simplesmente aconteceria”, explicou o pai. Nove meses depois, Ryleigh veio ao mundo, exatamente igual às suas duas irmãs. “Bethany e Megan estão empolgadas em ter uma irmã – e elas sabem que Ryleigh foi concebida ao mesmo tempo em que as duas, mas esteve no freezer”, finalizou Adam.

Sem mais artigos