Lembram do episódio do vídeo com o filhote de golfinho morto retirado da água para selfies com turistas na Argentina? O episódio parece que não serviu de lição para ninguém. Desta vez, um grupo de turistas colocou em risco a vida de uma tartaruga na praia de Havana, no Líbano, ao tirá-la da água para fazer fotos do animal.

Testemunhas chamaram a Green Area International, uma organização ambiental, para resgatar o animal, que estava com uma marca na cabeça causada por um golpe feito com uma madeira. Depois do resgate, o bichinho passou por vários exames, incluindo um raio-x, e foi entregue para outra instituição, a Animals Lebanon, onde passa por reabilitação e toma antibióticos.

Em algumas semanas ela passará por uma outra avaliação para estudar seu retorno à natureza.

Embora a caça desta espécie de tartaruga seja proibida no Líbano, a Green Area ressalta a preocupação com o número crescente de animais mortos que aparecem  em praias turísticas do país. Esta tartaruga, responsável por manter o equilíbrio natural da população de água-viva da região, normalmente visita a praia na sua época de reprodução.

Sem mais artigos