Em 2012, os tratadores de animais do Zoológico de Louisville, nos Estados Unidos, tiveram uma surpresa ao notar que uma das estrelas do local estava grávida.

Era Thelma, uma píton reticulada de seis metros. Ela teve seis filhotinhos, apesar de nunca, durante seus 11 anos de vida, ter chegado perto de um macho da espécie.

Pesquisadores especularam sobre as causas do fato inusitado, mas concluíram que era um caso de partenogênese, um tipo de reprodução que independe de fecundação.

A partenogênese acontece em diversas espécies de répteis e peixes, mas foi a primeira vez que cientistas observaram o fenômeno em uma píton reticulada.

 

 

 

Sem mais artigos