Um adolescente do grupo social “dalit“, considerado o mais desprestigiado do sistema de castas da sociedade hindu, foi estrangulado no estado de Uttar Pradesh, no norte da Índia, supostamente porque seu nome era o mesmo de um vizinho de uma casta superior, disse nesta sexta-feira (02) à Agência Efe uma fonte oficial.

A polícia do distrito de Basti prendeu dois irmãos que moram nesta mesma região por suspeitar que o motivo do homicídio tenha sido realmente essa coincidência entre os nomes de um deles, Neeraj Kumar, e o da vítima, que tinha apenas 14 anos.

LEIA MAIS: Homem solta dezenas de cobras em escritórios do Governo indiano

Surendra Bahadur, um policial local, confirmou que o corpo do jovem foi encontrado na região de Raghupur há dez dias apresentando claros sinais de estrangulamento.

Segundo o jornal “Times of Índia“, o adolescente morto era filho de um vendedor de frutas e foi visto pela última vez com vida quando saiu de casa para visitar um amigo.

Apesar das fontes policiais afirmarem que casos como esse não são comuns, os conflitos por conta do sistema de castas são frequentes na Índia, especialmente nas zonas rurais.

Os chamados “dalits” ocupam o lugar mais baixo no sistema de castas indiano, que, por sinal, já foi formalmente abolido pela Constituição. No entanto, o preconceito ainda existe em muitos setores da sociedade na Índia. 

Sem mais artigos