O xerife do condado de Polk, no centro da Flórida, propôs acabar com a provisão gratuita de cuecas aos detentos das prisões de seu distrito e vender a eles cuecas obrigatoriamente brancas como medida para cortar despesas, informou a imprensa local.

Em um relatório de orçamento entregue à comissão do condado, o xerife propôs, além de outros cortes, que só se mantenha a entrega de roupas íntimas gratuitas às presas.

“Não há uma lei estadual ou federal que diga que temos que fornecer roupa íntima nas prisões do condado”, disse o xerife Grady Judd ao canal MyFoxTampaBay.

Por essa razão, o xerife planeja vender cuecas aos presidiários da cadeia do condado de Polk por uma quantia módica. “Não vamos deixar que escolham as cores, daremos qualquer cor que queiram contanto que seja branco”, brincou.

Segundo Judd, esta medida representará uma economia de cerca de US$ 45 mil ao ano, dinheiro suficiente para custear um posto de trabalho no centro penitenciário.

O xerife afirmou ainda: “Aqueles (presos) que queiram cuecas, poderão comprá-las. Os que não quiseram, poderão deixar que a brisa entre por uma perna e desça pela outra”.

Sem mais artigos