O renomado fotógrafo foi acusado por pelo menos quatro modelos de forçar situações sexuais durante sessões de fotos. Uma delas, Jamie Peck, disse que ele a fez dançar nua e pediu que ela fotografasse e mexesse no corpo dele

Reprodução O renomado fotógrafo foi acusado por pelo menos quatro modelos de forçar situações sexuais durante sessões de fotos. Uma delas, Jamie Peck, disse que ele a fez dançar nua e pediu que ela fotografasse e mexesse no corpo dele

O fotógrafo norte-ameicano Terry Richardson foi banido de futuros trabalhos com várias grandes revistas de moda em meio ao ressurgimento de alguns casos de assédio sexual. Segundo o Daily Mail, Vogue, GQ e Vanity Fair estão entre as revistas que vão cancelar qualquer ensaio já agendado com o famoso profissional.

Terry tem 52 anos e é conhecido por seus cliques super sensuais e por trabalhar com grandes estrelas. Um de seus clipes mais famosos é Wrecking Ball, de Miley Cyrus. Ele também é responsável pelo novo clipe de Anitta, que ainda será lançado. Vai Malandra foi gravado no Morro do Vidigal, no Rio de Janeiro.

De acordo com o Daily Telegraph, um e-mail foi enviado para os funcionários da Condé Nast depois que um artigo em um jornal de domingo questionou o passado do fotógrafo. O e-mail, enviado pelo vice-presidente executivo da empresa, James Woolhouse, disse que os futuros trabalhos com Richardson devem ser “cancelados ou substituídos por outros materiais”.

Terry Richardson em um ensaio fotográfico esquisito com Juliette Lewis

 

“Estou escrevendo para vocês sobre uma questão importante. Condé Nast gostaria de não mais trabalhar com o fotógrafo Terry Richardson”, teria escrito ainda.

As acusações contra Terry Richardson ressurgiram com o caso do produtor Harvey Weinstein, que foi acusado de assédio sexual por diversas estrelas de Hollywood. O jornal se atentava que, apesar de todas as acusações, o profissional ainda era “festejado” no mundo da moda.

Na última sexta-feira (20), o fotógrafo falou sobre o caso em um blog no Huffington Post: “eu colaborei – com consentimento – com mulheres adultas e que tinham pleno conhecimento da natureza do meu trabalho e, como em qualquer projeto, todos assinam contratos. Eu nunca usei uma oferta de trabalho para coagir alguém a fazer algo que não queria fazer”.

Terry Richardson e Eniko Mihalik para a campanha da joalheria David Webb.

O renomado fotógrafo foi acusado por pelo menos quatro modelos de forçar situações sexuais durante sessões de fotos. Uma delas, Jamie Peck, disse que ele a fez dançar nua e pediu que ela fotografasse e mexesse no corpo dele. Em 2001, a modelo Liskula Cohen deixou um ensaio comandado por ele, porque Richardson teria mandado que ela tirasse a roupa e simulasse sexo com homens que também deveriam estar nus. Os homens eram amigos do fotógrafo. Em 2014, a modelo Emma Appleton publicou o print de uma mensagem enviada por Richardson, em que ele diz que ela poderá aparecer em um editorial da Vogue, caso aceite transar com ele.

 

Sem mais artigos