Adele posou para a Vogue UK em outubro do ano passado e a publicação recebeu muitas críticas por não ter mostrado a cantora de corpo inteiro, apenas seu rosto. Mesmo assim imaginava-se que as vendas tivessem sido arrebatadoras já que Adele segue no auge da carreira, mas a realidade foi diferente.

Na palestra “Fashion and Fantasy: What’s in Vogue and why does it matter?” (Moda e fantasia: o que está em Vogue e por que isso interessa?) na noite de quarta-feira (17) em Londres, Alexandra Shulman, a editora da publicação compartilhou a informação de que músicos nunca venderam bem na história da revista e a capa com Adele foi uma das piores vendas.

“Adele é a mulher mais popular do mundo, mas foi uma das piores vendas que já tivemos. Acho que tem relação com a pessoa na capa que vai além de sua aparência. Nossa revista de maior sucesso foi a edição do Milênio , que não tinha ninguém na capa, mas que servia como espelho para que a pessoa visse seu próprio reflexo.”

Mas não é apenas a Vogue que tem problemas para vender revistas com músicos na capa. A edição da Vanity Fair de fevereiro de 2011 que trouxe o cantor Justin Bieber na capa foi a pior venda que a revista realizou nos últimos 12 anos! Lady Gaga também encalhou vendas no ano passado. Na capa da Harpers Bazaar de outubro com o rosto praticamente sem maquiagem, a cantora foi um fracasso de vendas.

 

Sem mais artigos