A grife italiana Versace teve uma surpresa não muito agradável durante a semana de moda de Milão. Isso porque ela é alvo de uma campanha do Greenpeace que exige o fim do uso de poluentes nas roupas da marca.

Para divulgar o protestos, ativistas inundaram a página oficial da marca com a hashtag #detox, em uma campanha lançada no site da ONG. Em um relatório divulgado pelo Greenpeace, eles afirmam ter encontrado vestígios de produtos químicos em roupas e sapatos infantis fabricados por várias marcas de luxo.

Um grupo de manifestantes ocupou a Galleria Vittorio Emanuele II, em Milão. Os ativistas penduraram um banner com a inscrição “Moda bonita, mentiras feias. O rei está nu” em inglês.  

A Galleria Vittorio Emanuele II é um prédio do século XIX que reúne, além da Versace, grifes como Prada, Dolce & Gabbana e Valentino.

 

Sem mais artigos