Muitos podem criticar os altíssimos preços da famosa bolsa Birkin da Hermès, alegando que esse tipo de acessório é sinônimo de ostentação demais, luxo demais. No entanto, Jane Birkin, a cantora e atriz que serviu de inspiração para a grife, revelou ao WWD que destina para a caridade os lucros que recebe por conta do acessório. 

“Uma quantidade de dinheiro vai todos os anos direto para caridade e vai continuar assim depois da minha morte. Nós usamos uma parte do dinheiro para alimentar o povo pobre que não pode se dar ao luxo de comer na França. E eu também vendi uma das minhas bolsas Birkin por 163 mil dólares para ajudar a Cruz Vermelha japonesa”, contou ela ao site.

Sem mais artigos