A vida de John Galliano anda bem agitada ultimamente. The acordo com o “The Telegraph” o estilista que foi diretor criativo da Dior entre 1996 até ser demitido em março de 2011, apresentou uma ação trabalhista contra a grife reivindicando mais de 15 milhões de dólares de indenização, cerca de R$ 38 milhões. A audiência do caso está marcada para o dia 4 de fevereiro de 2013, em Paris.

Galliano foi demitido depois se ser acusado de fazer um discurso antissemita em um bar de Paris. O estilista pediu perdão pelo incidente, reconheceu que se encontrava sob efeito de uma mistura de álcool e comprimidos e alegou não lembrar-se com exatidão do incidente. 

Apesar do suposto arrependimento, ele foi considerado culpado de ter proferido os insultos e condenado a uma multa de 6.000 euros (8.400 dólares).

Semana passada, o Governo francês retirou a Legião de Honra, a mais alta condecoração do país, do estilista britânico também devido aos insultos antissemitas.



Sem mais artigos