Trechos da primeira entrevista de John Galliano desde sua demissão da Dior foram liberados no site da revista Vanity Fair. Apesar de ter sido condenado por insultar, em fevereiro de 2011, um casal em um café em Paris, à publicação o designer afirmou não ter tido intenção de ofender ninguém.

“Foi a pior coisa que eu já disse na minha vida, mas eu não quis dizer aquilo. Tenho tentado descobrir por que toda minha raiva foi direcionada àquela raça. Agora percebo que eu estava com tanta raiva e tão descontente comigo mesmo que falei a coisa mais maldosa que pude”.

Ele ainda admitiu que na época era viciado em bebida e drogas e foi preso em uma espiral de autodestruição. “No início, o álcool era como minha válvula de escape da Dior. Eu ingeria para conseguir dormir depois das coleções. Eu tirava alguns dias para relaxar, como todo mundo faz”, disse ele. “Mas, com mais coleções acabei me tornando um escravo da bebida. Então comecei a tomar pílulas, pois não conseguia dormir, depois tomei outras pílulas pois não podia parar de tremer (devido ao álcool). No final, eu tomava tudo que chegava em minhas mãos.”, contou.

Atualmente, com mais de dois anos de sobriedade, o designer tem trabalhado com uma organização contra a difamação dos judeus (Anti-Defamation League) para aprender com seus erros, e recentemente, passou três semanas no estúdio de Oscar de la Renta em Nova York, em uma tentativa de se readaptar com a indústria da moda. 

“Parece um pouco bizarro, mas eu estou tão grato pelo que aconteceu”, diz ele. “Aprendi muito sobre mim. Tenho redescoberto aquele garotinho que tinha fome de criar, que eu acho que tinha perdido. Estou vivo”, declarou.

Galliano ainda comentou sobre o vestido de casamento de Kate Moss que foi desenhado por ele durante internação em clínica de reabilitação. Segundo o estilista, ele encarou o pedido da top como um presente: 

“A criação do vestido de noiva de Kate me salvou pessoalmente porque foi a minha reabilitação criativa. Ela me desafiou a ser eu novamente”, contou.

A entrevista completa com o estilista estará na Vanity Fair de julho.

Sem mais artigos