Karl Lagerfeld não pensa duas vezes antes de falar. O renomado estilista, que costuma soltar por aí opiniões polêmicas e alfinetar celebridades constantemente, disse dessa vez que prefere a magreza excessiva à obesidade.

A declaração foi dada durante uma entrevista ao “Channel 4 news”. De acordo com o diretor criativo da Chanel, ele se preocupa mais com as pessoas que comem junk food do que com aqueles que comem pouco.

“Ninguém trabalha com meninas anoréxicas, não tem nada a ver com moda. Há menos de 1% de meninas anoréxicas, mas mais do que 30% das meninas na França estão muito acima do peso. E isso é muito mais perigoso para a saúde. Então, eu acho que hoje, comer junk food em frente à TV é algo mais perigoso para a saúde”, afirmou.

 

Não é a primeira vez que o estilista comenta sobre o assunto e causa polêmica com suas declaraçãoes.

Sobre o burburinho da magreza nas passarelas, Lagerfeld não se importou em dizer durante uma entrevista que as grandes grifes precisam se basear nos corpos finos e que ele está muito feliz em perder peso para entrar nos modelitos.

“Bem, de repente aconteceu essa linha de pensamento na Dior que dizia que você precisa estar magro para vestir aquilo. Diziam ‘Você quer isso? Vire um osso!’. Então eu fiz isso. Perdi 40 kilos e nunca mais quero recuperá-los”.

Polêmico, não?  

Sem mais artigos