Uma marca de maquiagem de Hong Kong gerou indignação nas redes sociais por nomear um de seus novos produtos em alusão a Anne Frank, menina alemã judia que produziu o “Diário de Anne Frank” e foi vítima do Holocausto. Diante das críticas, o item foi retirado de circulação nesta semana.

O blush líquido, batizado de “Dream Like Anne” (“Sonhe como Anne”, em tradução livre), foi produzido pela Woke Up Like This (WULT) em comemoração de seu primeiro aniversário. Segundo o portal The Algemeiner, a nova linha tinha como objetivo “promover o Mês da Conscientização da Saúde Sexual ao nomear os produtos em homenagem a mulheres inspiradoras”, a fim de “empoderar” as suas clientes.

Junto com o blush líquido “Dream Like Anne”, foram lançados as cores “In Woolf’s Words”, “Lift Like Melinda”, “The Ray of Rosalind” e “Viva La Frida”, inspiradas na escritora Virginia Woolf, na filantropa e esposa de Bill Gates, Melinda Gates, na química Rosalind Franklin e na pintora Frida Kahlo, respectivamente.

A coleção chamou a atenção após ser divulgada pelo site Time Out Hong Kong na última quarta-feira (16).

“Nomear um tom de blush em alusão a Anne Frank, uma vítima do genocídio, é revoltante. Judeus mortos não são uma oportunidade de marketing. Time Out, que vergonha por escreverem sobre [o produto] e promover este desrespeito”, criticou o autor judeu Ben Freeman no Twitter.

“Estou chocada que em nenhum momento do processo criativo alguém da equipe da Woke Up Like This ou das outras centenas de pessoas envolvidas disse, ‘hum, gente, isso pode não ser apropriado'”, “os nomes são perturbadores (Virginia Woolf, inspiração para blush? Virginia Woolf se suicidou), mas nomear um cosmético de Anne Frank é ofensivo”, comentaram outas internautas.

Tanto o blush, quanto a matéria já foram retirados do ar.

Ao The Algemeiner, a Time Out enviou uma nota se desculpando: “sentimos muito pela insensibilidade ao cobrir esse produto em nosso artigo. Estamos comprometidos a empoderar e enaltecer pessoas de todas as raças, religiões, orientação sexual e de diferentes trajetórias, esse artigo não condiz com o alto padrão de respeito e sensibilidade que esperamos em nossos materiais”.

O editor completou que reconhecem o erro: “a inclusão desse produto foi desrespeitosa à Anne Frank e ao que ela representa”.

A Wult também se pronunciou e pediu desculpas ao público.

“A todos aqueles que se ofenderam com o nome do ‘Face Dab’ [blush líquido da marca] ‘Dream Like Anne’, nossas desculpas sinceras pela falta de comunicação e mal-entendido. Temos o máximo respeito à senhorita Anne Frank, e nossa intenção nunca foi insultar, ofender ou lucrar ao nomear o produto em homenagem a essa figura histórica que teve a vida ceifada por eventos que trouxeram o pior do ser humano”, publicaram.

Sem mais artigos