Uma moradora da cidade de Kalamazoo, localizada no estado norte-americano de Michigan, viralizou no Facebook após compartilhar sua experiência traumática com a técnica de micropigmentação nas sobrancelhas. Além de ficar descontente com o design, a cliente afirma que os procedimentos seguintes a deixaram com bolhas perto dos olhos.

Shannon Bozell publicou o desabafo no dia 15 de Janeiro. “Eu fui de não ter sobrancelhas (por ter arrancado demais quando tinha 20 e poucos anos) para ter as sobrancelhas mais grossas e feias de Kalamazoo”, escreveu. 

De acordo com o noticiário CBS Austin, ela fez o procedimento em Outubro do ano passado, no salão Merle Normann, e pagou US$ 350, cerca de R$ 1.475. No entanto, Bozell achou que as sobrancelhas ficaram escuras demais e o novo formato não combinava com seu rosto. Para esconder o resultado, ela contou que cortou o cabelo para ter franja e pintou os fios.

Três dias após a primeira sessão, a cliente afirmar ter voltado ao salão para que a profissional e dona do estabelecimento, Anne Hicks, amenizasse a cor das sobrancelhas e corrigisse o formato. O resultado deixou Bozell mais feliz, no entanto, esse foi o começo de outro problema: dias depois, surgiram bolhas na região dos olhos.

Hicks afirmou que haveria um período de recuperação, já que a cliente fez dois procedimentos com dias de diferença, e ressaltou que levariam 30 dias para ver o resultado final.

Bozell optou em Dezembro por remover a micropigmentação com outra profissional, em um processo longo e caro. Segundo o veículo, cada sessão custa US$ 150 (cerca de R$ 630) e a americana deve passar por cerca de seis sessões a fim de atingir o resultado desejado.

Ela pediu um reembolso para o salão, mas teve a solicitação negada. Hicks defende que o estabelecimento não trabalha com ressarcimentos; como alternativa, ofereceu novas consultas a Bozell para “consertar a situação”, que foram negadas pela cliente. “Nunca mais vou deixar aquela mulher me tocar novamente”, ela escreveu no Facebook.

“Estou tornando isso público porque as pessoas precisam ter cuidado! Quando escolhi essa artista, olhei cuidadosamente o seu portfólio. Não fiz tantas perguntas durante o processo, pensei que ela saberia qual era o melhor formato [de sobrancelhas] para mim e para o meu rosto, mas estava enganada! Leiam as avaliações dos artistas. Esse foi o meu grande erro”, alertou Bozell em seu Facebook.

Em sua defesa, Hicks contou em entrevista ao Newschannel 3 que possui treinamento adequado, realiza o procedimento há dois anos e tem uma vasta clientela feliz com o seu trabalho. “Tentei por diversas vezes fazer com que [Bozell]  voltasse ao meu estúdio para consertar a situação mas, infelizmente, isso nunca aconteceu”.

Sem mais artigos