O PETA (Pessoas pelo Tratamento Ético dos Animais, na sigla em inglês) que defende o direitos dos animais com unhas e dentes se manifestou sobre o ensaio que Mischa Barton fez para o polêmico fotógrafo de moda Tyler Shields. A organização sem fins lucrativos não gostou nadinha das fotos em que a bela aparece abocanhando um enorme pedaço de carne crua.

LEIA MAISMischa Barton é comparada a animal em mais um ensaio polêmico de Tyler Shields

Em declaração ao site toofab.com, um representante do PETA chama o ensaio de “banal e insensível”.

“Carne de um animal torturado não é piada e não é legal. A carne é cheia de sangue, é produzida com violência e causa grande sofrimento”, disse.

O PETA declarou ainda que a saúde de Mischa poderia ter sido colocada em risco por conta do ensaio: “Essa coisa de carne crua está ficando velha e além de ferir e matar vacas, poderia machucar Mischa, porque muita carne é infectada com a salmonela, E. coli e com várias bactérias – lamber carne pode ser como lamber um banheiro.”

Em entrevista ao site E! Online, o fotógrafo Tyler Shields se defendeu“Eu não matei a vaca, só comprei a carne. Se eles acham que eu deveria usar alface ao invés de carne, vou ver se eu posso trabalhar isso em algo. Eu não os ataco por serem não-comedores de carne, então espero que eles possam respeitar minha escolha como um humano que come (carne)”, declarou.

Sem mais artigos